Nota

Sobre as nuvens

Já olhou para o céu e, ao ver as nuvens, se perguntou porque elas têm diferentes formações de um dia para o outro? Pois então, as nuvens são divididas em quatro grupos (altas, médias, baixas ou verticais). E que elas podem nos dizer sobre o clima, tanto agora como o que está prestes a chegar?

Nuvens altas

Nuvens altas se formam nas alturas de 4.500 a 12.000 metros. Estas são nuvens que só encontram no topo das altas montanhas ou na altitude de cruzeiro de um avião a jato. Nas alturas em que elas se formam a temperatura do ar é abaixo de zero, elas tendem a ser constituídas essencialmente por cristais de gelo. A maioria das formas de nuvens altas não têm a capacidade para lançar sombras.

Cirrus

Nuvens cirrus são a mais abundante de todas as nuvens de alto nível. Cirrus significa um “cacho de cabelo”. Estas finas nuvens são compostas de gelo e consistem de longas e finas flâmulas que são também chamadas de cauda de égua. Poucas e dispersas nuvens cirrus são sinal de bom tempo. No entanto, uma cobertura gradualmente crescente de nuvens cirrus é um sinal de que uma frente quente a beira de uma massa de ar mais quente e úmido está se aproximando.

Cirrus (Ci): aspecto delicado, sedoso ou fibroso, cor branca brilhante. Ficam a 8 mil metros de altitude, numa temperatura a 0 °C. Por isso são constituídas de microscópicos cristais de gelo.

Cirrostratus

Nuvens cirrostratus parecem como folhas finas que se espalham pelo céu. Quando o céu está coberto por esses pedaços de gelo eles dão ao céu uma aparência pálida, estas nuvens podem indicar a aproximação de precipitação. Elas são tão finas que chegam a ser translúcidos, ou talvez até um pouco transparente, de modo que o sol e a lua podem ser facilmente vistos através delas. Nuvens cirrostratus vem geralmente de 12 a 24 horas antes de um período de chuva ou neve. Lembre-se: “círculo ao redor da lua, chuva ou neve em breve”.

Cirrostratus (Cs): em forma de um véu quase transparente, fino e esbranquiçado, que não oculta o sol ou a lua, e por isso dão origem ao fenômeno de halo (fotometeoro). Se localizam logo abaixo dos Cirrus e também são formados por cristais de gelo.

Cirrocumulus

Outra forma de nuvem alta é a cirrocumulus. Estas tendem a ser grandes grupos de faixas brancas que são, por vezes, aparentemente alinhadas perfeitamente. Para a maioria dos climas estas nuvens significam um período de tempo bom. No entanto, durante o verão nos trópicos, essas nuvens podem indicar um furacão que se aproxima. A parte exterior de um furacão, chamado de limite de saída, serve como um elemento muito importante no desenvolvimento do furacão. Um furacão poderoso sempre tem boa saída e é acompanhado por bandas espiral de Cirrocumulus que flui para fora do centro.

Cirrocumulus (Cc): delgadas, agrupam-se num padrão regular. São compostas de elementos extremamente pequenos e em forma de grãos e rugas. Servem para indicar a base de corrente de jato e turbulência.

Nuvens Médias

Nuvens médias são formadas entre 2.000 a 6.000 metros. Elas são constituídas por água, e, se suficientemente frias, gelo. Nuvens médias frequentemente são opacas e bloqueiam a luz solar, mas nem sempre.

Altocumulus

Nuvens altocumulus são branco-acinzentadas com uma parte da nuvem mais escura do que outra; havendo muito contraste entre claro e escuro. Elas são compostas de gotas de água e pode cobrir grande parte do céu em pequenas rajadas. Eles lembram os padrões listrados de escamas de peixe em uma formação de cavalaria, daí o nome “cavalaria do céu”. Essas formações, por vezes, aparecem no mesmo céu. Quando isso acontece, a precipitação é certa dentro de 36 horas. Se você ver nuvens altocumulus em uma manhã quente e úmida, pode se preparar para ver tempestades no final da tarde.

Altocumulus (Ac): lençol ou camada de nuvens brancas ou cinzentas, tendo geralmente sombras próprias. Constituem o chamado “céu encarneirado”.

Altostratus

Nuvens altostratus são cinzentas e/ou azul e cobrem todo o céu. O sol ou a lua podem brilhar através de uma nuvem de altostratus, mas aparece como uma bola obscura e bastante difusa. Essas nuvens costumam formar à frente de tempestades que produzem chuva constante ou neve.

Altostratus (As): camadas cinzentas ou azuladas, muitas vezes associadas a altocumulus; são compostas de gotículas superesfriadas e cristais de gelo; não formam halo pois encobrem o sol de modo a “filtrar” sua luz; dão origem à precipitação leve e contínua

Nuvens Baixas

Nuvens baixas se formam abaixo 2.000 metros. Estas nuvens tendem a conter principalmente água, mas também podem ser compostas de gelo e neve, se o tempo ficar suficientemente frio. Nuvens baixas bloqueiam a luz solar e costumam trazer precipitação e vento.

Stratocumulus

Nuvens stratocumulus são baixas, inchadas e cinza. Eles aparecem como massas de nuvens inchadas com pouco ou nenhum espaço entre elas. Um céu cheio de nuvens stratocumulus indicam tempo seco em geral, embora de vez em quando eles podem produzir um breve chuvisco.

Stratocumulus (Sc): lençol contínuo ou descontínuo, de cor cinza ou esbranquiçada, tendo sempre partes escuras. Quando em voo, há turbulência dentro da nuvem.

Stratus

Nuvens stratus são nuvens cinzentas maçantes que muitas vezes se estendem e bloqueiam todo o céu. Stratus significa “uma camada” e estas nuvens formam folhas planas inteiras, como um nevoeiro que não está no chão. Nuvens stratus produzem apenas névoa, garoa ou neve muito leve.

Stratus (St): muito baixas, em camadas uniformes e suaves, cor cinza; coladas à superfície é o nevoeiro; apresenta topo uniforme (ar estável) e produz chuvisco (garoa). Quando se apresentam fraccionadas são chamadas fractostratus (Fs).

Nuvens de grande e médio desenvolvimento vertical

Nuvens verticais em desenvolvimento são uma variedade de cumulus.

Cumulus (médio)

Nuvens cumulus significam “um monte”, que são nuvens separadas, empilhadas, macias e de diferentes tamanhos. Estas nuvens inchadas dão bom tempo.

Cumulus (Cu): contornos bem definidos, assemelham-se a couve-flor; máxima frequência sobre a terra de dia e sobre a água de noite. Podem ser orográficas ou térmicas (convectivas); apresentam precipitação em forma de pancadas; correntes convectivas. Quando se apresentam fraccionadas são chamadas fractocumulus (Fc). As muito desenvolvidas são chamadas cumulus congestus. É sinal de bom tempo.

Nimbostratus (médio)

Nuvens nimbostratus formam uma camada cinza escuro que é tão espessa que bloqueia completamente a luz da lua e do sol. Nimbo é derivado a partir de nimbos e significa “chuva de suporte” e estas nuvens irão frequentemente produzir precipitação sob a forma de um prolongado período de chuva e/ou neve.

Nimbostratus (Ns): aspecto amorfo, base difusa e baixa, muito espessa, escura ou cinzenta; produz precipitação intermitente e mais ou menos intensa.

Cumulus Congestus (médio)

Quando o topo das nuvens cumulus aparecer como a cabeça de uma couve-flor, ela é chamada cumulus congestus, ou cumulus elevada. Normalmente crescem até se tornarem cumulosnimbos.

Cumulus congestus: A existência de cúmulos é um indicador da existência de correntes de ar ascendentes, as térmicas, que representam condições adversas para ultraleves, como o Glider, que podem ser sugados para o interior da nuvem e levados para grandes altitudes.

Cumulonimbus (grande)

À medida que desenvolvem verticalmente para cima elas podem ir desde pequenas, nuvens de bom tempo, para grandes monstros chamadas cumulonimbus, também chamados de nuvens carregadas. Essas nuvens são mais frequentemente associadas com frentes frias: Quando uma massa de ar frio e seco empurra uma massa de ar quente e úmido, os atos de ar mais pesados e frios empurram o ar quente para cima em tempestades violentas. Os ventos fortes no alto podem fazer o topo da nuvem em forma de bigorna e suas partes inferiores são geralmente muito escuras. Estas nuvens podem prever o clima mais grave, incluindo chuvas torrenciais, relâmpago, granizo e até tornados.

Cumulonimbus (Cb): nuvem de trovoada; base entre 700 e 1.500 m, com topos chegando a 24 e 35 km de altura, sendo a média entre 9 e 12 km; são formadas por gotas d’água, cristais de gelo, gotas superesfriadas, flocos de neve e granizo. Se apresentarem forma de bigorna, são Cumulonimbus Incus: o topo apresenta expansão horizontal devido aos ventos superiores, lembrando a forma de uma bigorna de ferreiro, e é formado por cristais de gelo, sendo nuvens do tipo Cirrostratus (Cs).

Mammatus

Nuvens que se parecem com protuberâncias penduradas nos céus são chamadas nuvens mammatus. As referências afirmam que essas nuvens são um aviso de tempo severo, mas, na verdade, apenas o oposto é verdadeiro: Estas nuvens são formadas por afundamento do ar e às vezes são vistas depois de um temporal potente; eles sinalizam que uma tempestade está recuando, não se aproximando.

Nuvens do tipo Mammatus, quando associadas a um cumulonimbus são indicadoras de tempo severo, mas em muitos casos indica que a tempestade está perdendo força.

 

Fonte: livescience.com, Fotos: wikimedia.org

 Gostou? Curta o post, avalie e deixe um comentário!!! =D
Divulgue o conhecimento nas redes sociais!

Anúncios

4 comentários sobre “Sobre as nuvens

  1. Nossaaa eu adorooooo esse tipo de temas,pois eu sou o tipo de pessoa que toda vez que vai sair fala: “será que vai chover?” hauahaua… Agora vou decorar o Post e analisar as nuvens, adoreiiiiiiiiii! Sempre me surpreendo com os assuntos.

    Beijosss!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s